terça-feira, 9 de julho de 2013

Deputado denuncia “derrame de dinheiro” de Ricardo Murad em Coroatá

Da tribuna, nesta segunda-feira (8), o deputado federal Simplício Araújo (PPS/MA) denunciou os abusos ocorridos na saúde do Maranhão, principalmente o que ele considerou de “derrame de dinheiro em Coroatá”, cidade administrada pela prefeita Maria Teresa Trovão Murad, esposa do secretário de estado da saúde, Ricardo Murad.
Ao analisar os gastos de todos os municípios maranhenses, o deputado percebeu as aberrações que ocorrem no repasse das verbas da saúde, principalmente no disparate existente em Coroatá que, em seis meses, recebeu R$ 41 milhões. Por mês, a cidade, que possui 61 mil habitantes, recebe R$ 7 milhões apenas para atendimentos de média e alta complexidade. Fora esse valor, o governo do estado do Maranhão já repassou nos primeiros seis meses, mais de R$ 34 milhões para a cidade.
A-Teresa-Murad-Ricardo-Murad-Coroata-275x310A título de comparação, para Caxias, com quase três vezes mais habitantes, é transferido R$ 36 milhões por ano e Imperatriz, com quase quatro vezes a população de Coroatá, R$ 58 milhões por ano.
“Temos visto uma romaria de prefeitos em Brasília solicitando aos deputados maranhenses e ao senador José Sarney o aumento nos recursos repassados para seus municípios e muitos cobrando o pagamento de valores atrasados, que muitas vezes beira três meses. Enquanto isso, vemos um derrame de dinheiro em Coroatá. Repasses milionários para atendimentos de média e alta complexidade em total contraste com outros municípios maranhenses que, mesmo possuindo mais habitantes, recebem repasses menores”, afirmou o deputado.
Cidades como Bacabal, Açailândia e Imperatriz, onde a oligarquia possui o apoio da maioria das lideranças políticas e a população está acima dos 100 mil habitantes, a saúde é marginalizada. Para o deputado, os investimentos são pífios, se comparados aos aportes financeiros repassados à prefeitura de Coroatá.
Porém, mesmo com tanto dinheiro, a população de Coroatá continua se deslocando para outras cidades e até mesmo outros estados em busca de atendimento hospitalar. Para evitar que ambulâncias fossem flagradas na porta de hospitais de outros municípios, Simplício disse que foi proibida a saída de qualquer dessas viaturas da cidade.
Campanha milionária – O deputado também chamou atenção para o que ocorreu na última eleição, cuja campanha milionária garantiu a eleição de Teresa Murad. Segundo ele, vários convênios foram firmados pelo governo do estado, com o propósito de beneficiar, denunciou Araújo, o grupo liderado pelo secretário de saúde e sua esposa.
Por meio da secretaria de saúde, o governo do estado licitou a construção e implantação de sistema simplificado de abastecimento de água em vários povoados do município de Coroatá. Após a eleição de Teresa Murad, os poços perfurados foram abandonados e a população, denunciou Simplício Araújo, continua sofrendo com a ausência de água e tendo que percorrer um longo caminho em busca desse recurso.
“Coroatá deveria ser uma cidade modelo para o Maranhão e para o país, afinal, água e saúde são garantias fundamentais para o ser humano. Com R$ 41 milhões recebidos em apenas seis meses, para serem alocados na saúde, o sistema da cidade deveria ser exemplo para todos, mas, infelizmente, não é isso que vemos. O que se percebe é uma falta de respeito dos gestores públicos com as verbas que lhe são entregues. O Ministério Público do Estado continua cego, surdo e mudo para os desmandos que ocorrem no Maranhão. A população de Coroatá quer saúde e água potável. O povo do Maranhão está cansado de ser tratado com descaso há 50 anos”, finalizou o deputado. (Matéria da Assessoria do deputado)
Do blog johncutrim

Nenhum comentário:

Postar um comentário