terça-feira, 30 de junho de 2015

O Governo de todos nós: Começam nesta quarta-feira (1º) as inscrições para o ‪‎CNH Jovem

Começam nesta quarta-feira (1º) as inscrições para o ‪#‎CNHJovem‬, programa que concede isenção total de custos para obtenção da CNH para estudantes que concluíram o ensino médio em escolas públicas. As inscrições devem ser feitas exclusivamente por meio de formulário disponível na internet.

Poderão inscrever-se no Programa jovens com idades entre 18 anos, completos até 30/09/2015, e 21 anos, completos até 31/12/2015, que cursaram e concluíram os 03 (três) anos do ensino médio em escola da rede pública situada no Estado do Maranhão e que preencham ainda os seguintes requisitos:

a) possuam domicílio declarado em municípios do Estado do Maranhão;

b) tenham participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) no exercício de 2014; e

c) não tenham sido condenados judicialmente na esfera cível ou criminal pela inobservância da legislação de trânsito. 

Em 2015, o CNH Jovem irá oferecer duas mil vagas, sendo 50% delas destinadas aos inscritos no programa com melhores pontuações no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) realizado no ano anterior, e as outras 50% serão distribuídas através de sorteio. 
As inscrições serão realizadas exclusivamente via internet, por meio do preenchimento de formulário eletrônico próprio, que vai estar disponível das 8h do dia 1° de julho até as 23h59 do dia 31 de julho, no site do Detran-MA.

Terroristas afogam Cristãos dentro de uma piscina. Cenas fortes!

cirstao
O Maior grupo terrorista do mundo, o Estado Islâmico (ISIS em inglês),  não para de produzir cenas violentas das crueldades que são realizadas com os seus considerados “inimigos”. Na última terça-feira, foram divulgadas pelo grupo, fotos e vídeos que mostram CRISTÃOS, sendo mortos de maneira cruel: afogados numa piscina, dentro de uma gaiola.
11214363_922158671173882_4911299203382928332_n
Câmeras subaquáticas foram posicionadas estrategicamente para filmar os últimos momentos dos cristãos, cujo o objetivo era expor mundialmente os homens agonizando e morrendo.
camera sub aquatica
Os terroristas fazem sempre vídeos chocantes expondo as mortes cruéis de seus “inimigos” como forma de intimidar e  ao mesmo tempo fazer “propaganda” do regime radical que pretendem instalar no Iraque e na Síria.
Sê fiel até à morte, e dar-te-tei a coroa da vida. AP 2:10.
Veja o vídeo:

Governo Roseana: revelado mais um escândalo na saúde

Do O Imparcial

Hospital fantasma em Rosário serviu para desvio de mais de R$ 4 milhões na antiga gestão da saúde

Uma vistoria feita pela Força Estadual de Transparência e Controle (Fetracon), órgão criado pelo governador Flávio Dino para auxiliar nas auditorias em obras públicas pela Secretaria de Estado de Transparência e Controle, constatou desvio de R$ 4,2 milhões na gestão do ex-secretário estadual de Saúde do Maranhão, Ricardo Murad, cunhado da ex-governadora Roseana Sarney, em um contrato de R$ 4,8 milhões firmado com a empresa Ires Engenharia Comércio e Representação.

O dinheiro deveria ser usado na construção de um hospital de 50 leitos no município de Rosário, cuja conclusão foi prevista no contrato para o dia 19 de maio deste ano. Contudo, no local existe apenas um terreno vazio, ou seja, o dinheiro foi gasto em uma obra fantasma. Além dos serviços não executados, a Fetracon constatou indícios de diversos crimes e atos de improbidade, como licitação dirigida, pagamentos irregulares e superfaturamento.

O mais grave é que mesmo com todos os problemas, a empresa contratada na gestão do ex-secretário Ricardo Murad, recebeu em dias e sem atraso o valor total de R$ 4,8 milhões. As ilegalidades começaram no processo licitatório, em 13 de dezembro de 2013. Somente a empresa Ires Engenharia Comércio e Representação apresentou proposta. Pela lei das licitações, o certame anterior deveria ter sido renovada, de forma que se pudesse buscar preços mais vantajosos ao Estado. Mas isso não ocorreu e a Ires foi contratada.

Outros elementos indicam que a licitação foi efetivamente dirigida para favorecer a empresa, pois no edital constaram exigências descabidas para restringir a concorrência. Também não foi dada a necessária publicidade à licitação e nem foi observado o prazo mínimo entre a publicação do edital e a data da sessão de julgamento das propostas.

Nas vistorias realizadas pelos engenheiros da Fetracon foi constatada a execução de apenas uma pequena parte da obra correspondente a R$ 591.074,15. O que significa que o prejuízo ao Estado foi de R$ 4.265.621,95. O pagamento dos valores foi autorizado pela empresa Proenge Engenharia e Projetos Ltda, contratada por R$ 70 milhões na gestão do ex-secretário Ricardo Murad para fazer os projetos dos hospitais e fiscalizar as obras.

A gestão do ex-secretário de Saúde Ricardo Murad pagou para a empresa 26% do valor total do contrato, mas somente foi constatada a execução de 3,2% do objeto contratado, ou seja, um enorme terreno, cercado com tapumes, em Rosário. Mesmo assim, a Proenge aprovou o pagamento de quase R$ 5 milhões para a Ires Engenharia Comércio e Representação.

Nossa reportagem entrou em contato com o Governo do Maranhão para saber quais providências serão adotadas em relação aos problemas encontradas. De acordo com o secretário de Estado de Transparência e Controle, Rodrigo Lago, foi recomendado à Secretaria de Saúde a rescisão do contrato.

“Considerando as gravíssimas constatações feitas pela Força Estadual de Transparência e Controle, determinei a realização de auditoria na licitação e na execução do contrato, além de encaminhar recomendações à Secretaria de Estado da Saúde no sentido de rescindir o contrato em defesa do patrimônio público”, explicou o secretário Rodrigo Lago.

A mudança chegou: Sexta-feira, O Governador do Maranhão e o Secretário de Ciências e Tecnologia, inaugura oficialmente a MA-020 – estrada Coroatá/Vargem Grande – e a ‘Pedra Fundamental’, onde será construído o IEMA.

Estrada de Coroatá/Vargem Grande, com ajustes finais, inaugurada nesta sexta-feira
O Governador do Maranhão e o Secretário de Ciências e Tecnologia chega em Coroatá às 9h00hs desta sexta-feira e vai inaugurar oficialmente a MA-020 – estrada Coroatá/Vargem Grande – e a ‘Pedra Fundamental’, um ponto simbólico próximo ao local onde será construído o IEMA (Instituto Estadual de Educação, ciência e Tecnologia do Maranhão).
Local onde será construído o IEMA (Instituto Estadual de Educação, ciência e Tecnologia do Maranhão).



quinta-feira, 25 de junho de 2015

Secretário Bira do Pindaré junto com o Governador Flávio Dino virá a Coroatá dia 03 de julho!!!

O ex-candidato a prefeito de Coroatá, a liderança Domingos Alberto e o Tenente Coronel Alexandre esteve em São Luis juntamente com o superintendente de articulação politica da região dos cocais, Ciba Araújo e outras lideranças (Vereador Cássio, Vereador Marcelo e Odair José) participando de reunião com o deputado e secretário da Ciência e Tecnologia Bira do Pindaré, que irá anunciar oficialmente no dia 03 juntamente com o governador Flávio Dino o IEMA -Coroatá.


Maranhão vive o modelo do desenvolvimento, com qualidade de vida melhor para todos, um governo de todos os maranhenses.



segunda-feira, 22 de junho de 2015

74,4% da população aprovam governo Flávio Dino segundo pesquisa


O governo Flávio Dino chega ao final do quinto mês mantendo altos índices de aprovação. De acordo com pesquisa realizada pelo Instituto DataM, a gestão é aprovada por 74,4% da população maranhense. Foram ouvidas 3.000 pessoas em 33 municípios de todas as regiões do Estado, entre os dias 8 e 15 de junho. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. Esta é a primeira pesquisa realizada pelo Instituto DataM, que confirma a alta popularidade do governador Flávio Dino atestada em outras pesquisas já realizadas pelo Instituto Exata.

Em relação ao último levantamento feito pelo Instituto Exata, em abril deste ano, a aprovação do governo Flávio Dino variou positivamente de 72% para 74%. Os índices de não aprovação praticamente se mantiveram nos mesmos patamares de 23%. O saldo da diferença entre os que acham ótimo/bom e ruim/péssimo manteve-se praticamente inalterado, variando de 27 para 26 pontos.

A diferença entre aprovação-desaprovação permaneceu em 51 pontos percentuais. “Os dados mostram que há uma aprovação muito estável do governo Flávio Dino”, aponta o relatório analítico do Instituto. O relatório destaca que a aprovação se dá em todas as regiões pesquisadas, sendo mais elevada no sul do estado, em que chega a 82%.

O relatório da pesquisa destaca que os patamares de aprovação de Flávio Dino são em média 10% superiores aos votos obtidos em outubro do ano passado e os índices de reprovação bem inferiores ao somatório do que foi alcançado pelos demais candidatos. “Considerando que o governo ainda não realizou nenhuma campanha publicitária e sofre forte oposição de um aparato midiático poderoso, o índice de aprovação, passados cinco meses, mostra que a população tem muita confiança na figura do governador Flávio Dino”, salienta.

quarta-feira, 17 de junho de 2015

Seminário Nacional de Educação Profissional e Tecnológica acontece nessa quinta-feira, em São Luís

A Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI) realiza, na próxima quinta-feira (18), às 8h30, o Seminário Nacional de Educação Profissional e Tecnológica: o IEMA semeando futuros. O objetivo da atividade, segundo o secretário da pasta, Bira do Pindaré, é refletir as políticas de educação profissional e tecnológica a luz de experiências profissionais que deram certo em outros estados.
“Apresentaremos o projeto pedagógico e arquitetônico do IEMA (Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão), criado pelo governador Flávio Dino para implantação da rede de educação profissional e tecnológica do Maranhão”, adiantou Bira.
A implantação do IEMA prevê a oferta de ensino profissional e tecnológico de nível médio e superior em todas as modalidades. Em fase de estruturação, o Instituto vinculado à Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), conta com a colaboração do Instituto de Co-Responsabilidade pela Educação (ICE), referência na promoção qualificada do ensino em escolas públicas. O padrão já é desenvolvido em estados como Pernambuco e Ceará, com 160 e 60 instituições – respectivamente. A proposta é replicar as escolas em todo o território maranhense.
O diferencial está no modelo pedagógico adotado. Além das disciplinas tradicionais, os estudantes são preparados para planejar e praticar ações cotidianas. Para isso, é disponibilizada uma estrutura completa que inclui material didático, refeições, espaços de lazer, laboratórios e bibliotecas amplas, além de professores preparados e valorizados.
Entre as principais metas do Iema, está diminuir o índice de evasão escolar e de repetência e melhorar o desempenho dos maranhenses no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O acompanhamento individualizado permite com que os déficits sejam identificados e trabalhados constantemente.
A garantia de concluir o Ensino Básico com qualificação profissional é complementada com o Programa “Jovens Aprendizes”. Uma resposta do Governo Flávio Dino ao anseio de muitos maranhenses que não encontram lugar no mercado de trabalho. Pelo menos 17 mil pessoas participarão de estágios até 2018. Somado a isso, a Secti busca parcerias que possibilitam este acesso, respeitando as áreas de formação dos alunos.
A construção participativa do Iema prevê audiências públicas e outros espaços de debate com a sociedade civil. Assim, são respeitadas as características locais e regionais dos 23 municípios que receberão o Instituto. Uma equipe técnica, formada por engenheiros e arquitetos é responsável por visitar e aprovar os terrenos doados pelas prefeituras. Já foram vistoriadas áreas em Carutapera, Chapadinha, Paço do Lumiar, São Vicente Ferrer e Vitória do Mearim. Outros terrenos foram indicados em Coroatá, Dom Pedro, Estreito, Matões, Presidente Dutra e São Mateus.
Para o Secretário Bira do Pindaré, “o Iema traz oportunidades para toda a população maranhense, principalmente para os mais jovens. Utilizando as novas tecnologias, o Instituto vai levar educação onde o acesso ainda é dificultado e permitir com que o Estado se desenvolva. O Ensino, somado à Pesquisa e à Extensão, traz um retorno à sociedade, seja pela prestação de serviço de qualidade, seja pelo avanço acadêmico”.
A composição pedagógica está sendo elaborada através do Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) e do Projeto Pedagógico Institucional (PPI). A previsão é que os documentos fiquem prontos no início de setembro.
O “Seminário Nacional de Educação Profissional e Tecnológica”, neste sentido, vem fortalecer o elo com a comunidade.  Segundo explicou Bira, o evento será esclarecedor no sentido de frisar a ofertar de educação básica aliada ao ensino profissionalizante de maneira gratuita para todo o Maranhão.
Confira da Programação do Seminário
Manhã
8:00h – Credenciamento
8:30h – Abertura pelo Governador do Estado do Maranhão, Flávio Dino
9:00h – Apresentação do Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia (IEMA) pelo Secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação, Dep. Bira do Pindaré.
9:30h – Foto oficial com prefeitos que já doaram terrenos
10:00h-11:00h – Conferência com a Profª. Drª. Maria José Pires Barros Cardozo – Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Federal do Maranhão (UFMA).
Coordenador da Mesa – Dep. Bira do Pindaré
Secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação.
Tarde
14:00h-15:30h – Painel 1: Experiências de Educação Profissional e Tecnológica
Coordenador da Mesa 1 – André Bello
Secretário-Adjunto de Educação Profissional, Tecnológica e Inclusão Social
Antonio Almerico Biondi Lima
Superintendente de Educação Profissional do Estado da Bahia

Marcos Moura
Diretor Regional do SENAI-MA
Almerio Melquiades de Araujo
Coordenador do Ensino Técnico do Centro Paula Souza-SP
Paulo Fernando de Vasconcelos Dutra
Secretário Executivo de Educação Profissional de Pernambuco
15:00h as 15:30h – Intervalo
15:30h-17:00h – Painel 2: Experiências de Educação Profissional e Tecnológica
Coordenador da Mesa 2 – Jhonatan Almada
Secretário-Adjunto de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Maria Alves de Melo
Orientadora da Célula de Currículo e Desenvolvimento do Ensino Técnico do Ceará

Katiane Almeida Batista
Coordenadora de Desenvolvimento Profissional do SEST/SENAT-SP
Ricardo Luiz Alves Pereira
Gerente do Sistema de Formação do SEBRAE-MG
Antônio Luís Batista de Figueiredo
Superintendente do SENAR-MA
Daniela de Fátima Nogueira da Silva
Gerente da Divisão Técnica da Diretoria de Educação Profissional do SENAC-MA
17:000h-17:30h – Plenária Final
17:30H – Encerramento com apresentação do Boi de Nina Rodrigues

terça-feira, 9 de junho de 2015

Bira: 2016 não pode atrapalhar projeto de mudança no Maranhão

IMG_2234-1-1
O deputado licenciado e secretário estadual de Ciência e Tecnologia e Inovação, Bira do Pindaré, fala sobre o futuro político e a atuação na secretaria para desenvolver a formação tecnológica e profissional no Maranhão. Bira não quis se colocar como pré-candidato a prefeito de São Luís, mas deu a entender que busca este entendimento em seu partido. Ele alega que sua maior preocupação é que o resultado da eleição de 2016 não atrapalhe o projeto de mudança no Maranhão liderado pelo governador Flávio Dino.
Bira afirmou que pretende continuar no PSB e espera que o partido encontre seu caminho ela esquerda. Ele criticou a quase fusão com o PPS, pela diferença ideológica entre as legendas. O secretário nem pensa em retorno ao PT, pelo grau de fragilidade hoje da legenda.
Sobre a atuação na Secti, Bira deu como prioridade a implantação dos Iemas (Instituto de Ensino Profissional e Tecnológico do Maranhão). Ele lamentou o desvio de R$ 30 milhões na da Univima, que poderia reforçar muito as ações da Universidade no Maranhão.
Como se deu sua saída do mandato de deputado para assumir a pasta da Ciência e Tecnologia? E como o senhor avalia a atuação dos deputados que estão hoje na Assembleia Legislativa?
Eu tinha preferência de ficar na Assembleia. Falei isso para o próprio governador. Mas ele me convenceu da importância das ações dessa pasta e estamos cumprindo esta missão em plena sintonia com o projeto de mudança liderado pelo governador Flávio Dino. É evidente que existe uma mudança na Assembleia, pois a correlação de forças é diferente. A grande maioria dos deputados que fazia o embate enquanto oposição não está mais na Casa. O deputado Marcelo Tavares e eu estamos em secretarias e o deputado Rubens Júnior agora é federal. Mas eu acho que aos poucos, ficará mais claro as posições e as pessoas que chegaram agora adquirem maior maturidade e certamente um maior engajamento.
A secretaria de Ciência e Tecnologia é uma das mais importantes para o desenvolvimento do Maranhão e uma das prioridades do governo Flávio. Quais são os projetos que estão sendo desenvolvidos na secretaria para garantir educação profissional de qualidade?
O governador me disse que queria uma atenção especial para educação profissional e tecnológica. Por isto, foi criado o Iema – Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão. A exemplo do Ifma, vai fazer a interface, garantindo ações na formação profissional e tecnológica. O Iema já é uma realidade, a lei já foi aprovada na Assembleia. Temos uma meta de 23 unidades para o estado. Já estamos recebendo os terrenos de prefeituras e podemos também receber de particulares. Estabelecemos o prazo até o dia 12 de junho para receber as propostas dos terrenos. E temos uma meta de pelo menos cinco unidades para serem inauguradas já em fevereiro de 2016. Uma delas será o antigo Marista, em São Luís, que será todo reforçado, todo adaptado para formar tanto no nível médio-tecnológico quanto no superior, algo inédito. Um braço forte na capacitação tecnológico. É a nossa prioridade máxima. Temos um déficit muito grande. Temos o menor número de graduados do Brasil, o menor número de mestres, de doutores, um índice baixo de patentes. Isto tudo reflete no desenvolvimento local.
Serão 23 municípios selecionados para receber as unidades do Iema. Como se deu o processo de escolha dos municípios beneficiados? E haverá alguma cooperação município-Estado?
Primeiro que o governador Flávio Dino não faz acepções políticas, inclusive tendo beneficiado municípios de prefeitos do outro campo. O critério foi priorizar as cidades médias, com maior demanda. Priorizar municípios que não tem um Ifma, e priorizamos situações onde existia estrutura que nos permitissem iniciar imediatamente. Como o caso de Bacabeira, que é um município pequeno, mas ofereceu uma escola pronta, feita em parceria com a Petrobrás. Contemplamos também São Luís e Imperatriz, que têm a maior demanda do estado. Se pegar o mapa dos Iemas cobrimos Norte-Sul-Leste-Oeste. É uma distribuição muito equilibrada. Os cursos estão sendo discutidos com a participação popular e não será uma imposição do governo, mas construiremos com cada uma das regiões a escolha.
OlhoBira2
E quais são os principais avanços já concretizados da sua pasta nos primeiros cinco meses?
A criação do Iema é um avanço. Esta nova visão de rede de ensino profissional e tecnológico. A preparação do Proetec – semelhante ao Pronatec em nível nacional – nós vamos oferecer cursos de formação continuada atendendo as pessoas mais vulneráveis e priorizando a agricultura familiar. Estudos já avançados para melhoria internet, pois não temos um cinturão digital. Vamos levar internet para o Sul do estado e cobrir a região Leste. Já foi aprovado pelo governador e estamos em estado final para o programa Cidadão do Mundo Vamos estimular jovens da rede pública a ter outro idioma, com intercâmbios internacionais para adquirir a fluência em outro idioma. A Uema também já ganhou investimentos para construção de um novo Campus em Imperatriz. Teremos um novo Campus na Baixada, no município de São Bento e estamos buscando recursos para estender a rede da Uema para novas unidades.
Recentemente foi descoberto o caso de desvio de R$ 30 milhões da Univima. Qual o impacto deste desvio nas ações da Universidade Virtual do Maranhão?
É um dinheiro que foi surrupiado. Abala porque é um dinheiro que faz falta nas políticas públicas, que deveria ter sido investido. Agora, do ponto de vista político, não cria instabilidade para nós. Estamos conduzindo o processo da maneira mais transparente possível. Inclusive dando as informações solicitadas pelas autoridades policiais para que eles façam as investigações devidas e punam os responsáveis por esta maracutaia.
E como ficou a obra da Univima na Praça Maria Aragão?
A obra não tinha nem licença para ser construída e foi embargada ainda em dezembro do ano passado. Quando assumimos, determinados que ela fosse deslocada para outra área da cidade, e deve ser construída no terreno do antigo colégio Maristas. Na Maria Aragão, nossa prioridade é construir o Museu do Saber, um museu da ciência e da arte do Maranhão, que é o projeto deixado pelo Oscar Niemeyer para o ex-governador Jackson Lago. Esse projeto é nosso, é do governo.  Agora, vamos buscar recursos para a construção desta obra, que vai complementar a Maria Aragão e será um cartão de visita da nossa cidade, para apresentar lá o saber do Maranhão e que identifica o estado.
Quais procedimentos estão sendo tomados para tornar as ações da secretaria mais transparentes, a exemplo da distribuição de bolsas de estudo da Fapema? Foram encontradas irregularidades na concessão destas bolsas?
Acertamos que esta lista seria divulgada mensalmente. E está sendo através do site da Fapema. Não existem mais bolsas secretas nem bolsas com outras intenções que não sejam o desenvolvimento científico e tecnológico do Maranhão. Temos indícios sobre estas irregularidades, mas deixamos isto para o órgão competente que é a Secretaria de Transparência, que pode investigar e agir com rigor. E temos que elogiar a ação da Secretaria de Transparência que tem feito este trabalho em todo o governo e o resultado está aparecendo. Uma das medidas mais acertadas do governador Flavio Dino foi criar uma secretaria própria para isso e dando as condições para produzir resultado. Aí as secretarias não param suas atividades fins e tem uma secretaria para isso. É muito eficiente.
Secretário, como o senhor avalia a fusão PSB-PPS, que já parece praticamente descartada, e quais os caminhos do PSB a partir de agora?
Eu sempre me coloquei contrário, porque entendo que a fusão da forma que estava sendo encaminhada era totalmente artificial. São duas trajetórias completamente distintas. Esta fusão não tinha encaixe ideológico, mas estava pautada em conivências e por isto mesmo esta fragilidade. Graças a Deus está praticamente descartada. Espero que a partir daí o PSB possa tomar seu caminho estratégico, pensar em se fortalecer pela esquerda, como sempre foi seu caminho.
O senhor é pré-candidato a prefeito de São Luís?
Eu não posso ainda afirmar isso. Acho que ainda é cedo para falar em eleição municipal. Sou secretário de um governo e priorizo as ações do governo. Prefiro falar de questão eleitoral a partir de 2016, inclusive em sintonia com o que pensa o governador, que eu acho correto. Acho que não pode deixar que eleição municipal contamine o andamento do governo.
Mas é fato que o senhor é deputado estadual com expressiva votação em São Luís e dentro do PSB, haveria interesse partidário na disputa na capital com candidatura própria?
O PSB tem interesse e vai participar e discutir ativamente o melhor caminho a ser seguido na capital. Eu, em particular, tenho meu nome lembrado desde 2008 nas eleições municipais na capital. Até hoje não tive oportunidade de ser candidato a prefeito. Do ponto de vista pessoal, seria uma grande honra ser candidato na capital, que é a minha cidade. Mesmo sendo ‘Bira do Pindaré’, a cidade que me adotou foi São Luís, porque cheguei aqui desde aos 5 anos de idade. Conheço São Luís não porque me falaram, porque estudei, mas porque vivi intensamente todas as dificuldades que o povo enfrenta até hoje na saúde, no transporte. Sou uma pessoa de origem de periferia da capital. Por isso, seria uma honra participar do debate público na capital.
Até o momento as pré-candidaturas que se apresentam são do prefeito Edivaldo e da deputada Eliziane Gama. Em o senhor não sendo candidato, como avalia a possibilidade de aliança com alguma destas candidaturas?
São nomes respeitáveis. O prefeito Edivaldo é um aliado do governador e nós torcemos para que ele possa progredir cada vez mais, porque o progresso do prefeito é benefício para a cidade e eu não posso torcer contra. Agora, estamos atentos com todas as movimentações partidárias. Estamos discutindo a melhor forma de avançar no Estado. Por isso não podemos de antemão aderir a este ou aquele. Temos que construir um projeto próprio e é isso que eu acho que o PSB está fazendo.
BiraOlho3
Existe a possibilidade de o senhor retornar ao PT?
Existe uma minoria que defende o meu retorno no PT. São pessoas que eu tenho uma relação próxima e eu fico lisonjeado. Por outro lado, não há nenhuma discussão oficial sobre retorno. E o PT se encontrar em um momento de muita fragilidade, principalmente no Maranhão que fizeram uma escolha muito errada de se aliar à Oligarquia. Isso é reforçado pela crise a nível nacional, por problemas econômicos, da investigação da Lava Jato. Eu fui filiado por mais de duas décadas no PT e prefiro manter um diálogo com as bases do partido que têm valores importantes. Mas olho para frente, pensando estrategicamente o Maranhão, nessa perspectiva da transformação, da liderança do governador Flávio. O que há de convergência em fortalecer isto, temos que ajudar.
O PSB virou outro partido após a morte de Eduardo Campos. Como o senhor vê o futuro da legenda para em 2018 no Brasil e no Maranhão?
O PSB iniciou a discussão de um planejamento estratégico, mas ele não concluiu por causa do debate da fusão. Agora, com a fusão não se concretizando, vamos retomar o debate estratégico. Hoje, temos que reconhecer que foi uma grande perda o Eduardo Campos. O partido ficou sem uma liderança nacional. Isso dificulta inclusive a congregação do partido. Agora é se reorganizar. Eu vou trabalhar para que o partido mantenha sua posição à esquerda. O partido sempre esteve no campo popular. Devemos valorizar as lideranças locais. Aqui, temos o presidente Luciano Leitoa, que tem conduzido com muita habilidade, a liderança do deputado José Reinaldo, que é um forte interlocutor e temos um Senador da República. Então, precisamos colocar numa mesa para discutir projeto. Minha grande preocupação com 2016 é que o resultado fortaleça o projeto de mudança no Estado do Maranhão liderado pelo governador Flávio Dino. Esse é o nosso foco e dessa forma que a gente vai se posicionar. Seja com candidatura própria – que é o desejo da maioria do partido – ou com outras opções de aliados.

Municípios do ‘Mais IDH’ receberão médicos e enfermeiros para atendimento básico à Saúde


Médicos e enfermeiros da Secretaria de Estado da Saúde (SES) se preparam para atuar nos 30 municípios de menor IDH do Maranhão, através da Força Estadual de Saúde. A aula inaugural de preparação das equipes de Atendimento Básico à Saúde nesses municípios aconteceu na manhã desta segunda-feira (08), no Palácio dos Leões, como o pontapé inicial da Força Estadual de Saúde.
Preparadas para atender as populações mais carentes do estado, as primeiras equipes que já atuam na Secretaria de Estado da Saúde percorrerão as cidades incluídas no ‘Mais IDH’ já no fim do mês de junho, ao término da preparação iniciada nesta segunda-feira. A partir da fase preparatória, essas equipes estarão nas cidades de menor IDH do estado de forma contínua para garantir à população dos 30 municípios assistência médica e acompanhamento permanente das demandas de saúde básica, evitando complicações maiores por falta do atendimento inicial.
Ao proferir a aula inaugural da primeira equipe de atendimento à Saúde Básica nesses municípios, o governador Flávio Dino destacou a importância do compromisso dos profissionais com o bem-estar da população e o início de um novo trabalho humanizado, que enfrenta o verdadeiro problema da Saúde Pública: a falta de atendimento nos lugares mais longínquos.
“A verdadeira mudança está em ações como esta: ter um governo que não se esconde dos problemas, mas diagnostica e os enfrenta. O problema da Saúde Pública não se resolve apenas construindo hospitais, como muitos pensam, mas é investindo fortemente no atendimento humanizado e para todos. É isto que muda a vida das pessoas”, disse o governador Flávio Dino.
Força Estadual de Saúde


A Força Estadual de Saúde atuará nos 30 municípios com menor desempenho de indicadores sociais, que compõem o Plano de Ações‘Mais IDH’. A Secretaria de Estado da Saúde já forma grupos compostos por médicos e enfermeiros, que se dedicarão a promover o atendimento em Atenção Básica de Saúde nas cidades contempladas pelo programa.
Na ocasião, o Secretário de Estado da Saúde, Marcos Pacheco, ressaltou que a saúde do estado tem prioridades que não podem esperar, como o caso das crianças, gestantes, diabéticos hipertensos e hansenianos.
“Esse governo mostrará que é capaz de reverter os indicadores críticos, herança de muitos anos. Nossa equipe de atenção primária está apostando no trabalho da Força Estadual de Saúde do Maranhão (FESMA). Por isso, estamos lançando neste primeiro momento a Equipe de Referência Tático-Sanitária”, explicou o secretário. Ao todo serão formadas seis equipes que serão inseridas nos municípios, atendendo à população mais carente do Estado na primeira fase. Durante o evento, Flávio Dino informou ainda que o edital do concurso para carreira pública de profissionais da Saúde tem previsão para ser publicado no próximo mês.
Pé no chão e boné na cabeça. Assim é o perfil dos profissionais da saúde que atenderão junto à Força Estadual. Depois de passar por uma pré-seleção e treinamento, os participantes devem ser capazes de atender a toda e qualquer primeira assistência que os pacientes necessitarem nesses municípios.Os profissionais da saúde envolvidos nesta tarefa resgatam o que de melhor a saúde tem: o cuidado com a vida reforçada com o afeto humano.
É este espírito de atuar de forma humanizada e afetuosa junto à população mais carente que foi retratado pelos profissionais que participam da formação durante os próximos 15 dias. “Como especialistas no ato de cuidar, precisamos exercer esse papel de assistir quem mais precisa. Por isso, é um privilégio para todos que estão inseridos nessa equipe de Referência do Maranhão”,disse o médico André Reis, que integra o quadro de profissionais selecionados.
O mesmo engajamento foi demonstrado por uma das enfermeiras participantes da formação, ao destacar a aproximação do serviço público com as comunidades mais necessitadas. “Para trabalhar com atenção básica é preciso vestir a camisa, e isso que temos feito desde quando surgiu a oportunidade de participar dessa equipe. Nosso maior incentivo é poder levar esse cuidado para quem estava sem nenhuma assistência”, conta Silvia Andrade.

segunda-feira, 1 de junho de 2015

Homicídios reduzem 13% no MA durante Governo Flávio Dino



O Comando das forças policiais do Estado apresentou, em coletiva de imprensa na manhã desta segunda-feira, dados sobre a segurança pública no Maranhão nos cinco primeiro meses de governo Flávio Dino.

O secretário Jefferson Portela (Segurança) e o comandante da Polícia Militar, coronel Alves, apresentaram números comparativos entre este ano e 2014. Os homicídios dolosos em maio de 2014 foram 71, contra 62 em maio de 2015, o que representa uma redução de 13%. Já nos casos de Crimes Violentos Letais Intencionais, houve decréscimo de 8%, com 77 casos registrados em maio de 2014 contra 71 no mesmo período deste ano.

Pelo twitter, o governador comentou os fatos recentes sobre segurança no Estado. “A mídia oligárquica está em campanha contra a Polícia por causa de prisões de corruptos, agiotas e quadrilheiros ricos”, disse. (Com informações do Maranhão da gente)

Mais Bolsa Família Escola beneficiará mais de 1 milhão de famílias

flavio dino assinando
O Governo do Maranhão investirá R$ 100 milhões no Programa ‘Mais Bolsa Família Escola’, que vai atender a mais de 1,47 milhão de estudantes de 4 anos  a 17 anos. O programa instituído pelo governador Flávio Dino fará a transferência de subsídio equivalente a uma parcela mensal do repasse realizado pelo governo federal às famílias cadastradas no programa Bolsa Família. Com o repasse, crianças e adolescentes da rede pública de ensino de todos os 217 municípios serão beneficiadas diretamente com recursos para a compra de material escolar no início do ano letivo.
“No mês de janeiro de cada ano, cada beneficiário do Bolsa Família, que tenha filho matriculado em escola pública, receberá uma parcela a mais do benefício, destinada exclusivamente à aquisição de material escolar”, explicou o governador Flávio Dino.
Anunciado pelo governador Flávio Dino em seu primeiro dia de mandato, em 1º de janeiro deste ano, o ‘Mais Bolsa Família Escola’ foi planejado pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedes), responsável pela gestão do programa, para garantir o resgate da dignidade de quase 1 milhão de famílias maranhenses de baixa renda, que com o recurso terão a oportunidade de adquirir todo tipo de material de uso escolar e, com isso, conquistar condições mais dignas de frequentar a escola.
“O nosso foco, enquanto gestores públicos, é garantir dignidade para as nossas crianças e nossos adolescentes, a fim de que tenham acesso à educação de forma igualitária, com condições básicas para que obtenham qualidade no processo de aprendizagem. Além disso, vamos contribuir de forma significativa com a economia, também gerando renda, sobretudo aos pequenos empreendimentos, de todos os 217 municípios maranhenses”, destaca Neto Evangelista, secretário de Estado de Desenvolvimento Social.
Para ser beneficiário do ‘Mais Bolsa Família Escola’, as crianças e adolescentes precisam estar devidamente inscritas no Cadastro Único (CadÚnico), matriculados em escola pública e com frequência escolar mínima informada durante todo o ano letivo anterior no Sistema Projeto Presença, do Ministério da Educação (MEC), que atua como condicionalidade do programa Bolsa Família. A utilização deste critério objetiva contribuir com o sistema de ensino do Estado, a partir do incentivo ao acesso e à permanência em sala de aula e, ainda, da influência direta na redução do abandono e da evasão escolar.
“O programa impactará na melhoria da qualidade da aprendizagem dos
estudantes maranhenses, porque além de garantir as condições necessárias para que as famílias adquiram o material escolar, elevará a autoestima dos estudantes para aprender e participar ativamente do processo educativo.”, destacou a Secretária de Estado da Educação, Áurea Prazeres.
Além dos repasses mensais do Bolsa Família, os beneficiados vão receber também um 13º benefício, no mês de janeiro, justamente para a compra de material escolar. Essa medida será para as famílias que tenham filhos em escola pública e que estejam inscritas no Bolsa Família. O pagamento de uma parcela a mais do benefício será feita por meio do Cartão Material Escolar.
O recurso do ‘Mais Bolsa Família Escola’ será repassado aos beneficiários no mês de janeiro, a partir de 2016, por meio de um cartão de uso exclusivo no tipo débito. Esta medida busca garantir que o recurso seja utilizado especificamente na aquisição de material de uso escolar. Para facilitar o acesso à compra desses materiais, a Sedes realizará um trabalho de identificação e cadastramento de empreendimentos comerciais de todos os portes e em todo o estado, para que as compras possam ser feitas no próprio município e, assim, seja garantida a circulação da economia municipal.
O programa prevê um grande impacto na realidade socioeconômica dos municípios. A título de exemplo, o impacto desse recurso na realidade socioeconômica dos 30 municípios de menor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), que integram
o Plano de Ações ‘Mais IDH’, chegará a R$ 4,7 milhões, no mês de janeiro de 2016, apenas por meio do programa.
O titular da pasta acrescenta que a Secretaria de Desenvolvimento Social fará um trabalho minucioso para potencializar o alcance de todos aqueles que têm direito de acessar o benefício do Programa. “Faremos todo o esforço necessário para mobilizar os gestores municipais da assistência social e educação, no sentido de que sejam garantidas todas as informações corretas sobre o Cadastro Único e a frequência escolar dos beneficiários, a fim de que todos aqueles que têm o direito, realmente recebam o benefício do Programa Mais Bolsa Família Escola”, assegura o secretário.