quarta-feira, 2 de março de 2016

Governo do Estado inaugura, na segunda-feira (07), as três primeiras unidades do IEMA


O governo do Estado inaugura, nesta segunda-feira (07), as três primeiras unidades do Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA), dando início a Rede de Educação Profissional e Tecnologia do Maranhão. Entram em funcionamento as unidades instaladas nos municípios de São Luís, Bacabeira e Pindaré-Mirim. Em São Luís, a cerimônia será marcada por uma aula magna com o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, do governador do Estado, Flávio Dino, e do secretário da Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI), Bira do Pindaré, que farão a inauguração oficial da unidade que irá funcionar no antigo colégio Marista, onde acontecerá a cerimônia a partir das 8h.
“Após um ano de intenso trabalho, nós iniciaremos as atividades das primeiras unidades do IEMA, um compromisso do governador Flávio Dino que já na campanha incorporou em seu programa a ideia de implantação do instituto. A escola, que vai oferecer aos estudantes maranhenses educação técnica integrada ao ensino médio em tempo integral, deverá ser um marco na educação do Estado”, disse Bira do Pindaré que é responsável pela implantação do IEMA.
O modelo do Instituto Tecnológico do Maranhão, que foi inspirado no Instituto Federal, é pioneiro pelo diferencial de ofertar educação em tempo integral. Os alunos que ingressarão na escola vão estudar das 7h às 17h, com todas as refeições garantidas e em um ambiente preparado para a oferta de um ensino de qualidade.
“Todas as escolas terão o mesmo padrão logístico com salas climatizadas, biblioteca, quadra de esporte. Todos os equipamentos seguirão o mesmo padrão. Estamos aproveitando algumas unidades já existentes para adaptação, com o é o caso do antigo Marista, mas têm algumas cidades que construiremos obras novas, que também seguirão o padrão do Ministério da Educação”, contou o secretário.
Bira do Pindaré disse que a implantação do IEMA é um trabalho muito grande e que o governo do Estado apostou muito neste modelo. “Essa é uma coisa muito valiosa para o governo do Maranhão na atual gestão e queremos que isso seja um exemplo não só para o estado do Maranhão, mas que também possa servir de referência para outros estados que ainda não conseguiram iniciar a implantação de um modelo de uma Rede de Educação Profissional e Tecnológica”, frisou o secretário.
CURSOS
Os cursos que serão ofertados em cada unidade foram definidos a partir de reuniões com a comunidade, a sociedade civil, que teve oportunidade de falar quais suas demandas, bem como as autoridades locais como prefeito e vereadores. O trabalho teve o apoio dos institutos de Co-Responsabilidade pela Educação (ICE) e Sonho Grande, que são parceiros do governo no projeto de implantação do instituto. A consultoria está sendo feita sem nenhum custo para o Estado.
A unidade do IEMA São Luís está ofertando os cursos de Eventos, Informática, Meio Ambiente e Serviço Jurídico; sendo 40 vagas para cada um dos cursos. Em Bacabeira, os alunos vão cursar Administração, Logística e Mineração, que somam 198 vagas. Para unidade plena de Pindaré-Mirim foram ofertadas 120 vagas, distribuídas em igual número entre os cursos de Agropecuária, Recursos Pesqueiros e Serviços Jurídicos. As aulas terão início na terça-feira (08).
O secretário Bira do Pindaré destacou que o curso de Serviços Jurídicos é pioneiro no Estado. “Tivemos uma procura muito grande por esse curso que vai formar profissionais que poderão se incorporar a toda uma rede de serviço na área do judiciário, de cartório, de escritório de advocacia, enfim, são muitas empresas e negócios que giram em torno da área”, destacou o secretário.
IEMA
O Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA) foi criado no dia 02 de Janeiro de 2015, com o intuito de ampliar a oferta de educação profissional técnica de nível médio no Estado. A proposta é implantar o Instituto em 23 municípios até 2018, oferecendo à sociedade estrutura para o Ensino, Pesquisa e Extensão, respeitando as necessidades de cada local.
O modelo de ensino integrado se espelha em outros que já estão dando certo em Estados como o Ceará e Pernambuco e é embasado na formação integral do trabalhador, prevista na Lei nº 11.741/08 e na Resolução 120/2013-CEE.
O QUÊ: Inauguração das primeiras unidades do Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA);
QUANDO: Segunda-feira (07) às 8h;

ONDE: no Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA) São Luís – antigo colégio Marista (Rua Oswaldo Cruz – Centro).

Nenhum comentário:

Postar um comentário