sábado, 23 de abril de 2016

Domingos Alberto, Luis da Amovelar Filho e Luis da Amovelar arrasta multidão em Coroatá

13045645_968541536574392_2115859089_n

A todos que participaram do encontro com lideranças de Coroatá, puderam ver a força e a liderança consolidada de Domingos Alberto, Luis da Amovelar e Luis da Amovelar Filho em Coroatá.

O lançamento da Pré-candidatura a prefeito de Luis da Amovelar Filho (PT) e Domingos Alberto vice (PSB), aconteceu dia 21, com a presença de mais de cinco mil pessoas vindas de vários bairros, povoados, o evento foi realizado na quadra da Medusa. A união de Domingos Alberto e Luis da Amovelar mostra o compromisso com o povo, já que os dois em todas as pesquisas assumem o topo da aceitação popular na cidade.

Veja fotos do encontro.






quarta-feira, 13 de abril de 2016

PDT anuncia apoio a Dilma e indica que pode punir dissidentes

RUBENS VALENTE
RANIER BRAGON
DÉBORA ALVARES
FOLHA DE S. PAULO/DE BRASÍLIA

O líder da bancada do PDT na Câmara, deputado federal Weverton Rocha (PDT-MA), anunciou nesta quarta-feira (13) no salão verde da Câmara que o partido fechou questão e orienta o voto contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff.

"Não é agora, nesse momento, que nós vamos estar pulando do barco como se fôssemos ratos", disse Rocha.

Segundo o parlamentar, nova decisão, que ratificou uma anterior idêntica de janeiro, foi tomada após uma reunião que começou na noite desta terça-feira (12) e acabou à 1h30 da madrugada, na sua residência, com a presença de 19 dos 20 deputados da bancada, do ministro das Comunicações, André Figueiredo (PDT-CE), e do presidente nacional da sigla, o ex-ministro do Trabalho Carlos Lupi (RJ).

O deputado ausente foi Mario Heringer (PDT-MG), que no final de 2015 deu indicações de que seria favorável ao impeachment de Dilma Rousseff.

Indagado pelos jornalistas se haverá punições a eventuais dissidentes, Rocha afirmou que, em maio, o diretório nacional estará reunido e poderá analisar as consequências.

"Se você faz parte de uma agremiação, a instância máxima, que é o diretório nacional, se reuniu, e se você não acompanha, óbvio que você está sendo submetido a qualquer tipo de sanção", disse Rocha.

A oposição conta com um apoio mais amplo do PDT ao afastamento da presidente, considerando no máximo 12 votos a favor de Dilma, na bancada formada por 20 deputados.

O parlamentar, porém, negou haver um "racha" na bancada. "A nossa reunião foi tranquila, com opiniões divergentes, como é característico de toda agremiação partidária. Cada um tem a sua tese, e é óbvio que você ouve a tese de cada um. Mas a ampla maioria acatou a decisão do partido e vamos todos de forma unânime acompanhar o PDT", disse o líder da bancada.

Segundo Rocha, o deputado Heringer "é um dos críticos" no partido, mas iria ter uma conversa com ele nesta tarde. "Tenho certeza de que vai acompanhar também o partido." 

Desembarque de PP e PRB amplia o isolamento de Dilma

A debandada de partidos da base aliada, que terá peso decisivo na votação do impeachment da presidente Dilma Rousseff no próximo domingo, ganhou nova dimensão na terça-feira com o desembarque do PP, que tem 47 deputados e havia se tornado a maior legenda aliada desde que o PMDB rompeu com o Palácio do Planalto. A decisão já começou a influenciar outros partidos que se encontravam divididos a respeito do impeachment, provocando um “efeito cascata”: o PRB, com bancada de 22 deputados, fechou posição a favor do afastamento da presidente; e o PR deve liberar a bancada de 40 deputados para votarem como quiserem.


Fora do barco. Deputados do PP comemoram a decisão tomado por ampla maioria do partido de deixar o governo Dilma: sigla era tida como maior esperança do governo para conseguir barrar o impeachment no plenário da Câmara – Givaldo Barbosa / Agência O Globo / 12-4-2016

A tendência é que haja impacto também sobre votos no PMDB, que até terça-feira contabilizava 26 indecisos entre os 66 deputados da bancada. Mesmo os peemedebistas mais alinhados ao governo passaram a admitir que, com a decisão do PP, parte desses votos deve se transformar, nos próximos dias, em apoio ao impeachment. Nas contas de um peemedebista desta ala, os votos pró-impeachment podem chegar a 60.

No Palácio do Planalto, a notícia do desembarque do PP e do PRB provocou desânimo. A ordem é continuar investindo no corpo a corpo com os deputados para conseguir votos individuais e evitar que a oposição alcance os 342 necessários para aprovar o processo. Segundo um integrante do governo, no entanto, a presidente ainda conta com votos de um núcleo duro em alguns partidos aliados. Essa conta é feita com base num cruzamento do mapa de votações, fluxo de demandas atendidas e uma análise de comportamento de cada parlamentar.

Na contabilidade do Planalto, segundo um assessor, Dilma teria, após os anúncios do PP e do PRB, cerca de 185 votos, uma vantagem de apenas 13 apoios. Há poucos dias, o governo dizia ter entre 200 e 215 apoios. No levantamento feito pelo GLOBO, o governo tem 110 votos declarados. Outros 304 são favoráveis ao impeachment, e 99 permanecem indecisos ou não opinaram.

Coube ao presidente do PP, senador Ciro Nogueira (PP-PI), anunciar que o partido deixará o governo formalmente, entregando imediatamente o Ministério da Integração Nacional, comandado por Gilberto Occhi, e a presidência da Companhia de Desenvolvimentos dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf).



Nogueira trabalhou para que o partido permanecesse na base aliada e chegou a anunciar, semana passada, que o PP estaria ao lado do governo. Mas, diante da reunião da bancada do partido na Câmara, em que a maioria se manifestou a favor do impeachment, o senador se viu sem alternativa e formalizou o desembarque. A maioria ampla dos presentes à reunião defendeu a saída de Dilma.

— Eu defendia até o momento de hoje a permanência na base da presidente. Mas não me cabe alternativa, como seu presidente, a não ser acatar a decisão. Então, hoje, o partido solicita aos seus quadros que pertencem ao governo da presidente Dilma a carta de renúncia — afirmou Ciro Nogueira.

O senador disse que agora buscará a unidade da bancada em apoio ao impeachment, mas que não haverá sanções a quem votar contra:

— Eu não vejo como, se o partido está tomando hoje a decisão de romper com a presidente, nós permanecermos com cargos. A decisão da bancada é que haja a entrega dos cargos, o desembarque do governo. Mas o partido não vai perseguir ou penalizar qualquer pessoa que, por ventura, divirja — pontuou.

Reservadamente, integrantes da bancada afirmam que devem restar no PP apenas quatro votos contra o afastamento. Tanto o líder do partido, Aguinaldo Ribeiro (PB), que é ex-ministro de Dilma, quanto Ricardo Barros (PR), vice-líder do governo, sinalizaram na terça-feira que votarão a favor do impeachment. Há relatos de que, em conversas com a cúpula peemedebista, teria sido oferecido ao PP ter o Ministério das Cidades e uma segunda pasta num eventual governo Temer.

O PR teve um dia de divisões. Pela manhã, houve um anúncio da indicação do deputado Aelton Freitas (MG) para a liderança do partido, reafirmando a posição da legenda contra o impeachment, mas ressaltando que não há necessidade de fechamento de questão para a votação. No final do dia, interlocutores do ex-deputado Valdemar Costa Neto, que cumpre prisão domiciliar pela condenação no mensalão e tem atuado em defesa de Dilma, afirmaram que a tendência era que a bancada fosse liberada para votar conforme cada um quisesse.

O partido ocupa o Ministério dos Transportes com Antonio Carlos Rodrigues e está sendo cortejado pelo PMDB para ter um “superministério” caso embarque no impeachment. A bancada contabiliza, pelo menos, 28 votos a favor do impeachment. No dia anterior, o então líder Maurício Quintella (AL) renunciou ao cargo e anunciou que votará contra o governo. O movimento do deputado contrariou a Executiva do PR, que defende o apoio à presidente, e agitou outros parlamentares a se rebelarem contra a orientação partidária.

A nota do PR foi distribuída pela assessoria em meio à reunião convocada por Quintella para “dar conforto” aos seus ex-liderados que “queriam votar conforme suas consciências”.

— Vim agradecer à bancada, explicar minha posição e dar o máximo de conforto, e dizer para ir em frente e votar de acordo com o que manda a consciência. Neste momento histórico, não tem que pesar a decisão partidária. Acredito que, na bancada, a maioria é a favor do impeachment, e vou trabalhar para que ela seja respeitada, para que não se feche questão. Eu já avisei à direção que uma ordem de cima para baixo racharia o partido — disse Quintella.

No fim da tarde, o PRB, que também integrava a base de Dilma até meses atrás, inclusive com o comando do Ministério do Esporte, fechou questão a favor do impeachment. Segundo o presidente do partido, Marcos Pereira, todos os 22 deputados da legenda votarão pelo afastamento de Dilma:

— A bancada decidiu por unanimidade apoiar o impeachment. Nós fechamos questão. A decisão é devido à análise do processo, da defesa, das provas. Nós entendemos que o processo tem viabilidade jurídica; política, nem se fala.

A bancada do PSD se reúne nesta quarta-feira. O líder Rogério Rosso (DF) afirmou que é uma reunião para a análise do ambiente político. Segundo ele, o partido liberou os votos dos deputados.

Assim como os demais partidos da base, no entanto, cresce no PSD o número de deputados favoráveis ao impeachment. A bancada hoje tem 36 deputados. Cálculos iniciais mostravam que haveria pelo menos 12 dispostos a votar como governo Dilma, mas muitos já reduziam o apoio a oito deputados. Temer recebeu grupos de deputados, levados por parlamentares do PSD, na Vice-Presidência para conversas.

segunda-feira, 11 de abril de 2016

Imagem do dia: Pé no chão, humildade e compromisso! !!!

Agência dos Correios de Pirapemas é assaltada



A Agência dos Correios de Pirapemas foi assaltada na manhã desta segunda-feira, 11/04.

Quatro homens armados invadiram o estabelecimento e anunciaram o assalto, enquanto dois assaltantes faziam o raspa, outros dois homens aguardavam os comparsas em uma moto ao lado de fora. Na oportunidade, todo o dinheiro foi levado, inclusive a filmadora que registrou toda a ação dos bandidos.

Os assaltos a Agência dos Correios de Pirapemas tem sido uma constante, infelizmente não se houve falar em prisões dos assaltantes e muito menos em medidas de prevenção por parte da polícia para evitar novos assaltos.


Acesse o Artigo Original: http://www.pirapemas.com/2016/04/agencia-dos-correios-de-pirapemas-e.html#ixzz45Ybwt9gS

Comissão Especial deve aprovar hoje afastamento de Dilma

Após discutirem de sexta-feira até a madrugada de sábado (9) o relatório do deputado Jovair Arantes (PTB-GO), que se posiciona favoravelmente à abertura do processo de impedimento da presidenta Dilma Rousseff, os 65 deputados que compõem a Comissão Especial de Impeachment partem para a votação do parecer do relator, prevista para começar por volta das 17h.
De acordo com levantamento feito pelo site UOL, pelo menos 34 integrantes devem votar a favor do afastamento. Como o colegiado é formado por 65 deputados, já há uma maioria contra a permanência de Dilma Rousseff no cargo.
Dos quatro deputados maranhenses que formam a Comissão três deles; Weverton Rocha (PDT), João Marcelo (PMDB) e Júnior Marreca (PEN) devem votar contra o afastamento da presidente da República Dilma Rousseff. Já a deputada Eliziane Gama (PPS) que substitui o paranaense Sandro Alex, deve votar a favor.
De lá, seja qual for o resultado da votação, o parecer segue para o plenário da Casa. A apreciação por todos os parlamentares está prevista para começar na próxima sexta-feira (15).

quinta-feira, 7 de abril de 2016

Domingos Alberto e Luis da Amovelar se preparam para organizar reunião com lideranças.


As duas grandes lideranças politicas de Coroatá, Domingos Alberto(PSB) e Luis da Amovelar (PT) já se preparam para organizar uma grande reunião com lideranças politicas da cidade. Luis e Domingos que em todas as pesquisas realizadas na cidade, sempre assumem a frente da aceitação popular no município.

Com a chapa montada entre, Luis da Amovelar Filho pré-candidato a Prefeito (PT) e Domingos Alberto pré-candidato a vice (PSB) a sua aceitação na cidade foi uma só, o povo acolheu, desde da formação da chapa, form várias visitas, reuniões tanto na sede como na zona rural.

Sobre a reunião com lideranças; já está marcado para o dia 21 de abril de 2016, as 15;00hrs na quadra da meduza.

quarta-feira, 6 de abril de 2016

Divulgado gabarito da prova objetiva do seletivo da saúde

A Fundação Professor Carlos Augusto Bittencourt (Funcab) divulgou, nesta terça-feira (5), o gabarito preliminar das provas do seletivo para a rede estadual de saúde. Promovido pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), por meio da Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (Emserh), o seletivo contou com mais de 83 mil candidatos que fizeram as provas objetivas, para níveis fundamental, médio e superior, realizadas em São Luís e em cinco cidades do interior estado.
Segundo a organização do concurso, mais de 100 mil pessoas se inscreveram na seleção e cerca de 17% dos candidatos faltaram às provas. O edital oferece 7.902 vagas em cargos de três níveis de escolaridade (fundamental, médio e superior), que serão distribuídas em hospitais e Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) situados nas regionais de saúde  de São Luís, Imperatriz, Codó, Presidente Dutra, Santa Inês e Timon.
De acordo com Carlos Lula, subsecretário da Secretária de Estado da Saúde e presidente da Emserh,  a avaliação do seletivo foi positiva e a expectativa agora é para a realização das provas de segunda etapa. “Todo o processo ocorreu dentro do esperado e sem intercorrências. A liberação do gabarito também aconteceu dentro do previsto e a expectativa agora é para a segunda fase do seletivo, quando os aprovados nas provas objetivas, farão as provas práticas e apresentação de títulos”, disse Carlos Lula.
Para o secretário de Estado da Saúde (SES), Marcos Pacheco, a impessoalidade é a característica mais importante dos processos seletivos públicos. “Por meio desses seletivos, não é mais possível trabalhar na Rede Estadual de Saúde por indicações. O profissional pode conquistar uma vaga mediante esforço próprio, estudo e experiência. Esse é o principio da impessoalidade, onde o governo Flávio Dino está oportunizando o trabalho a todos, levando em consideração, sobretudo, a qualificação e o mérito”, justificou Marcos Pacheco.
Gabarito
O gabarito preliminar já está disponível no site da Funcab, na Área do Candidato. A previsão é de que o gabarito oficial e as notas das provas sejam divulgados no dia 24 de abril.
Os candidatos aprovados deverão submeter-se às provas práticas, que serão realizadas nos dias 4 e 5 de junho. A previsão de divulgação do resultado final do certame é até o dia 8 de julho.

terça-feira, 5 de abril de 2016

Luís da Amovelar Filho tem pré-candidatura aprovada pelo diretório estadual do PT



Do blog coroata de verdade. O pré-candidato a prefeito de Coroatá, acompanhado de seu pai e ex-prefeito Luís da Amovelar, ao lado do ex-vice prefeito Domingos Alberto (PSB), esteve na tarde da última segunda-feira (04), na sede do Partido dos Trabalhadores (PT), para confirmar a sua pré-candidatura junto ao presidente da sigla, Raimundo Moteiro.

Na reunião foi debatido a atual conjuntura política de Coroatá e o desejo de Luís da Amovelar Filho, após do resultado de recentes pesquisas internas, de sair candidato a prefeito de Coroatá pelo partido no qual é filiado. A pré-candidatura foi aceita por aclamação pelo diretório estadual na pessoa no presidente, que ainda destacou "Se temos chances reais de vencer as eleições em Coroatá com Luís da Amovelar Filho, o partido está com ele nesta decisão, se era o apoio do partido que faltava, agora não falta mais" disse Monteiro, ratificando a intenção do presidente municipal, professor Carlito que também estava presente.

O pré-candidato a prefeito Luís da Amovelar Filho aproveitou para agradecer o apoio da legenda e se colocou à disposição do partido "Tenho convicção que esta é a nossa hora, a hora da juventude ajudar a reconstruir Coroatá, por isso aceitei o desafio colocado pelo nosso povo e disputarei a eleição deste ano ao lado de Domingos Alberto e de todas as lideranças de oposição que quiserem o bem de Coroatá, agradeço o apoio do meu partido e garanto que não os decepcionarei" declarou Luís Filho.

"Quando formos sentar com o governador Flavio Dino, tenham certeza de que Coroatá será uma das prioridades do partido" finalizou Monteiro.

Vereadores do PT em Coroatá

O presidente do Partido dos Trabalhadores aproveitou para informar que irá conversar pessoalmente com os dois vereadores da sigla em Coroatá, vereador Diôgo e vereador Juscelino, informando a decisão do partido e os convidando a fazer parte deste projeto que visa o maior crescimento do PT em todo o estado.


segunda-feira, 4 de abril de 2016

Tragédia: micro-ônibus atropela e mata professora no centro de Coroatá

Do coroataonlinema. A tragédia aconteceu por volta 13h30 desta segunda-feira (04), no centro de Coroatá, em frente ao Hotel Atlantic. A vítima foi identificada como Elissandra Guimarães dos Santos, professora da rede municipal de ensino de Coroatá.

De acordo com informações de populares, ela estava parada no sinal de trânsito quando foi atingida pelo veículo, que não conseguiu frear a tempo. Não se sabe ainda o motivo. O motorista do micro-ônibus fugiu do local logo após o acidente.








 Elisandra Guimarães dos Santos, vítima