sábado, 6 de maio de 2017

Terceira edição do Cidadão do Mundo será lançada pelo governo dia 10 de maio com a oferta de 80 vagas

Resultado de imagem para cidadao do mundo
O Governo do Estado abre novas oportunidades de intercâmbio internacional para alunos egressos da rede pública com o lançamento da terceira edição do Programa Cidadão do Mundo. O edital contendo as normas e procedimentos para participação no programa será lançado em Imperatriz na próxima quarta-feira (10), às 18h, no auditório da Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão- (Uemasul); em cerimônia organizada pela Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti). Nessa edição estão sendo ofertadas 80 vagas para jovens com idade entre 18 e 24 anos, sendo 45 para estudar Inglês, 25 para Espanhol e 10 para Frances.
Para garantir mais oportunidades aos estudantes do interior do Estado e torna o processo seletivo mais igualitário, o edital 2017 traz algumas mudanças em relação ao do ano passado. Este ano o processo seletivo terá apenas uma etapa que é a de verificação dos requisitos constantes no edital e um critério de seleção que é a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), de qualquer edição.
O curso de imersão e o teste final, etapas realizadas nas edições anteriores do programa, foram eliminados por representarem entrave para a participação dos estudantes do interior que tinha que vir para São Luís participar das duas fases de seleção. O deslocamento gerava custo para as famílias que na maioria das vezes não tinham como bancar as despesas.
Com o lançamento de mais uma edição do programa o governo consolida essa que é uma ação inédita do governo Flávio Dino. “Para nós é motivo de alegria e orgulho que o Programa Cidadão do Mundo chegue a sua terceira edição. É um programa exitoso que já enviou mais de 150 jovens maranhenses para o exterior com todas as despesas pagas pelo governo garantindo assim oportunidade de aprendizado para um novo idioma e o fortalecimento de uma futura carreira acadêmica. Ele também propicia a construção de laços internacionais entre os maranhenses e os cidadãos de outros países”, disse o secretário da Secti, Jhonatan Almada.
O secretário destacou que o Cidadão do Mundo democratiza o acesso ao intercâmbio internacional, que em geral é impraticável por parte das classes menos favorecidas. “O objetivo do programa é a valorização e reconhecimento dos nossos jovens, oportunizando para os mesmos essa chance de realizar um intercâmbio internacional, de melhorar o seu currículo e garantir que eles tenham o domínio funcional de um segundo idioma o que hoje é um dos requisitos básico para enfrentar o mercado de trabalho e para construir outros projetos de vida”, completou Jhonatan Almada.
TUDO PAGO PELO GOVERNO
Além das passagens e hospedagem, os estudantes selecionados por meio do edital recebem uma bolsa de R$ 4.500,00 da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (Fapema). O apoio financeiro, segundo informou o diretor presidente da Fundação, Alex Oliveira, é para que eles possam realizar despesas pessoais, comprar livros e aproveitar melhor o período que eles passam no exterior.
“Programa Cidadão do Mundo de intercâmbio lingüístico é fundamental para que a gente possa proporcionar aos jovens maranhenses oportunidades de conhecer outros países e aperfeiçoar um segundo idioma. Ao retornarem eles estarão mais capacitados para contribuir para o crescimento do Maranhão”, destacou Alex Oliveira.
As inscrições para o processo seletivo devem ser feitas por meio do endereço eletrônico http://web.secti.ma.gov.br/cidadaodomundo, com preenchimento do formulário eletrônico que estará disponível após o lançamento do programa. No momento da inscrição, juntamente com seus dados, o candidato deverá informar o idioma pretendido (inglês, francês ou espanhol), dentre as opções constantes no edital.
Além da exigência de ser egresso de escola pública e ter entre 18 e 24 anos, o candidato precisa ainda estar cursando qualquer graduação há, pelo menos, um ano em uma instituição de ensino superior e ter obtido, ao longo de 2016, aprovação com média acima da nota sete (ou equivalente) em todas as matérias cursadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário